.

As Cruzadas: Causas e Consequências

. .

As Cruzadas, também chamadas de "guerras santas", foram expedições guerreiras que envolveram o Ocidente e o Oriente durante a Idade Média. O objetivo inicial era libertar os lugares sagrados da mão dos muçulmanos.

No início do século XI os muçulmanos invadiram algumas regiões que pertenciam ao Império Bizantino, entre elas, a cidade de Jerusalém, considerada  a Cidade Santa, para os cristãos pois lá Jesus Cristo passou os últimos dias de sua vida. Vale lembrar, que a fé católica guiava a Idade Média e a peregrinação aos lugares considerados santos era comum.

Em 1095, o Papa Urbano II após um concílio,  pediu aos nobres que organizassem uma expedição com o intuito de reconquistas Jerusalém. Essas expedições ficaram conhecidas como Cruzadas e também passaram a ter um grande objetivo econômico, pois seria possível conquistar cidades comerciais importantes.

Entre 1096 e 1270, oito expedições oficiais dos "Soldados de Cristo" (ou simplesmente, cruzados), unindo Alemanha, França, Itália e Inglaterra, sob o comando de reis e nobres, partiram em direção ao Oriente.

Pintura da cena da reconquista de Jerusalém
A Reconquista de Jerusalém durante a Primeira Cruzada.


Cronologia das Cruzadas

  • Primeira Cruzada - (1096 - 1099) Chefiada por nobres como Godofredo Bouillon, Roberto de Normandia, Balduíno de Flandres e Raimundo de Toulouse. Jerusalém foi reconquistada.
  • Segunda Cruzada - (1147 - 1149) Chefiada pelo imperador da Alemanha Conrado III e por Luís VII da França. Tentaram impedir a invasão de Jerusalém, mas o Sultão do Egito, Saladino, reconquistou Jerusalém em 1187.
  • Terceiza Cruzada - (1189 - 1192) Chefiada por Frederico Barba Roxa da Alemanha, Ricardo Coração de Leão da Inglaterra e Filipe II da França. Reconquistaram Jerusalém.
  • Quarta Cruzada - (1202 - 1204) Tinha como objetivo primeiro atacar o Egito, mas os interesses econômicos foram mais fortes e Constantinopla foi saqueada em 1204.
  • Quinta Cruzada - (1217 - 1221) Novamente o objetivo era atacar o Egito, mas não obteve nenhum sucesso.
  • Sexta Cruzada - (1248 - 1250) Nova tentativa fracassada contra o Egito.
  • Sétima Cruzada - (1270) Liderada por Luís IX, a expedição desembarcou no norte da África, mas foi atingida por uma epidemia e Luís IX morreu.

Consequências das Cruzadas

Apesar das várias derrotas sofridas e do enfraquecimento dos senhores feudais, as cruzadas trouxeram algumas transformações importantes para a Europa; entre elas podemos destacar as transformações econômicas e culturais.

No plano econômico as cruzadas desenvolveram um amplo intercâmbio comercial entre Oriente e Ocidente.

No plano cultural houve também um importante intercâmbio, trazendo elementos culturais que marcariam a Europa.


Para citar este artigo:
Blog Mais Educação, Cruzadas – Causas e Consequências Disponível em: <https://www.maiseducacao.blog.br/2018/08/as-cruzadas.html>. Acesso em (colocar a data)

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.