.

Realismo e Naturalismo - Características e Diferenças

. .

A Escola Realista

A Escola Realista opõe-se ao Romantismo. Surgiu do avanço das ciências naturais no século XIX. A produção literária começa com a obra Madame Bovary, de Gustavo Flaubert. As obras do período refletem a crescente preocupação com os problemas sociais, por isso quase sempre o romance realista é uma obra de análise.


Realismo
Gustave Courbet - Bonjour Monsieur Courbet
(Ver nota de rodapé - fonte imagem : wikimédia comons)


O Naturalismo

O Naturalismo é um movimento decorrente do Realismo. Trata-se de um realismo fortalecido e ampliado por uma visão científica e materialista do homem e da sociedade. A arte deve ser vista através da análise fria da realidade do ser humano. Deve transformar-se em um verdadeiro laboratório de pesquisa. As análises devem ser estabelecidas à luz da ciência conhecida no tempo. As personagens tornam-se verdadeiros fantoches prontos a comprovar às vistas do público leitor as teorias científicas mais atuais e controvertidas da época. Procuram de maneira didática e fácil transmitir esses conhecimentos a um público leigo em conhecimentos científicos.


O Realismo faz uma observação cuidadosa da sociedade. A essa observação o Naturalismo acrescenta a pesquisa e a experimentação. O Realismo cria um romance documental e o Naturalismo faz um romance experimental.

O escritor naturalista tem como temática predominante a sociedade decadente, e o ser humano é visto através de seus atos filosóficos, instintos e apetites sexuais. O homem é escravo da hereditariedade, do meio físico e social.


Teorias e obras

Darwin - Teoria do Evolucionismo
Freud - Psicanálise
Comte - Positivismo
Hegel - Dialética
Taine - Determinismo
Marx e Engels - Manifesto Comunista

São alguns nomes e ideias que fizeram a época.
No Brasil, a cafeicultura domina o cenário econômico. Os cafeicultores querem a república, são abolicionistas (querem o aumento do consumo e não investir em mão de obra). Com os imigrantes, ingressam novas ideias políticas que agitam o ambiente.

Núcleos intelectuais em Recife e São Paulo fizeram as primeiras manifestações realistas.

Em 1881 foram lançadas: "Memórias Póstumas de Brás Cubas" (Realista), de Machado de Assis, e "O Mulato" (Naturalista), de Aluísio de Azevedo. Nasciam juntas as duas frentes artísticas da época, embora na França e Portugal primeiro surgiu o Realismo e só alguns anos após o Naturalismo, conforme o quadro demonstrativo:



Características

a) Aspectos em comum:

  • Ambos procuram retratar o real.
  • Fundamentação filosófica idêntica: Positivismo e Determinismo.
  • São ambos anticlericais, anti-românticos e anti-burgueses.
  • Querem retratar e educar a sociedade.

b) Diferenças apresentadas:

Realismo
  • Pratica método de observação.
  • Acumula documentos para dar impressão de vida real.
  • Reproduz tanto a realidade interior como a exterior.
  • Cria o romance documental.
  • Às vezes, toma temas do passado.

Naturalismo

  • Pratica método de experimentação.
  • Imagina experiências que rematam conclusões às quais só a observação não houvera podido chegar.
  • Pretende apoiar-se na ciência.
  • Cria o romance experimental.
  • Prefere o presente ou espreita o futuro, aplicando a lei da herança.
  • Alegra-se nos aspectos mais deploráveis e crus da realidade.

----------
Nota: 
Quer saber mais sobre  a pintura da primeira imagem? Acesse o Blog Arte & Ofício: http://artemazeh.blogspot.com.br/2011/06/bonjour-monsieur-courbet.html


Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.