O desafio da borracha: A nova moda de automutilação entre estudantes é preocupante.

. .


Uma nova moda têm surgido entre estudantes americanos - e provavelmente já esteja no Brasil - seguindo a mesma linha do desafio da Baleia Azul. Crianças em idade escolar estão "apagando" parte da sua pele como resultado do desafio "The Eraser Challenge", ou desafio da borracha.

Este desafio envolve usar uma borracha escolar para apagar a pele, esfregando com força enquanto recita o alfabeto ou outras frases. O resultado do desafio da borracha é queimaduras e abrasões na pele, que podem vir a causar infecções.

A nossa pele funciona como um escudo protetor contra bactérias e outros microrganismos,  quando esta proteção é rompida aumentam o risco de uma infecção. Muitas vezes essas infecções necessitam de tratamento médico e até uso de antibióticos, podendo evoluir para algo pior.



Na Instituição de ensino americana East Iredell Middle School, os professores e equipe pedagógica perceberam evidências de que os alunos estavam participando do desafio da borracha. Imediatamente foi emitido um alerta, na página oficial da instituição no Facebook, sobre o ocorrido aos pais:


Pais! Os seus filhos têm alguma marca de queimadura? O último desafio na internet é o "Desafio do Apagador". As crianças estão esfregando uma borracha em sua pele enquanto tem que fazer ou dizer alguma coisa. Está causando graves queimaduras e vimos vários casos desta na EIMS.

Junto ao alerta aos pais, é postado uma foto de uma lesão no braço causada pelo prática do desafio da borracha. Também um link para uma reportagem de 2015, onde noticia o caso de um garoto de 13 anos, que contraiu uma grave infecção devido a este desafio.

Não postaremos as fotos aqui mas, você pode ver algumas imagens neste vídeo de uma reportagem americana:




PAIS DEVEM FICAR ALERTAS

Estes tipos de brincadeiras e desafios nada educativos, surgem e proliferam muito rápido entre os jovens. Apesar de, ser uma notícia não tão nova, esses desafios vão e voltam com muita rapidez. Vide o caso do desafio da Baleia Azul.

Estar alerta para as mudanças no comportamento do seu filho, procurar ter sempre um diálogo aberto e franco entre os dois, auxilia a evitar que se propaguem estas besteiras. Talvez seu filho posso dar o alerta que isto veem ocorrendo com frequência na sua escola, talvez ele não participe mas, sabe quem está. Cabe a você, na condição de pessoa adulta, levar este problema até a direção da escola.

Quando pais e escola se comunicam, estando sempre próximos, não há desafios ou besteira alguma que se propague.


Redação: 
Equipe Mais Educação
Referência: 
Usa Today
East Iredell Middle School



Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.