A Terra é plana ou redonda? Geocentrismo e Heliocentrismo

. .
 Uma questão já resolvida pela ciência tem sido questionada e colocada em xeque ultimamente: a terra é plana. De certa forma, esta afirmação antiga se baseia em afirmações medievais e já amplamente contestadas. O que poucos sabem é que, durante muitos séculos acreditou-se que a terra era plana e, era o centro do universo.
 Utilizando somente nosso conhecimento empírico podemos ser conduzidos para duas hipóteses: 

1° - a Terra é plana, está imóvel e o Sol descreve, diariamente, a sua trajetória ao redor dela.
2° - o Sol está imóvel e a Terra descreve, em tempo determinado, a sua trajetória ao redor dele.

 A primeira noção sobre a forma da Terra foi de um disco: o nosso planeta seria achatado. Essa teoria da terra plana é antiga. Por volta do 6° século antes de Cristo, surgiu a ideia da Terra esférica. 
 No século XVII, Newton afirmou que não se tratava propriamente de uma esfera, pois havia um ligeiro achatamento nos pólos. 
Viu-se, depois que a metade acima do Equador não era igual à outra metade. Resolveu-se, então, dar à forma da Terra o nome especial de geóide. 
Geóide é uma forma rigorosamente própria da atividade gravitacional da Terra.
Isso significa que não se assemelha a nenhum sólido geométrico conhecido. (Fonte: jpl.nasa.gov)

Geocentrismo - Claudio Ptolomeu

 Cláudio Ptolomeu foi um astrônomo e geógrafo grego que viveu no século II da era cristã (por volta de 87 - 165), ele propôs um sistema completo e uniforme do movimentos dos astros.  Nele a Terra figurava como o centro do Universo. Em seu redor, em esferas concêntricas de vidro transparente, giram a Lua, Mercúrio, Vênus, o Sol, Marte, Júpiter, Saturno. Segue-se o céu das estrelas fixas (chamado de firmamento) e por fim o "Empireo" ou morada dos bem aventurados. Cada planeta move-se num pequeno círculo chamado epiciclo. A teoria da Terra como centro do Universo  esteve (ou está) quase sempre ligada a pensamentos religiosos.
Figura 2: Sistema de Ptolomeu
 O Sistema de Ptolomeu esteve em uso durante quatorze séculos até que Nicolau Copérnico, natural da Polônia, em princípios do século XVI, restaurou as ideias dos gregos, formulando o sistema atualmente em vigor, no qual o Sol é o centro (sistema heliocentrico) e ao seu redor gravitam os planetas e os cometas.

Heliocentrismo - Nicolau Copérnico

 O  cônego polonês Nicolau Copérnico achou muito complicado o sistema de Ptolomeu. Para  determinar a órbita dos planetas, por exemplo, era necessário utilizar diversos artifícios geométricos. 
 Vamos ler um pequeno trecho escrito por Nicolau Copérnico em seu livro Das revoluções dos corpos celestes, no qual você poderá perceber como a argumentação de Copérnico guarda muito da forma de pensar em voga na Idade Média, isto é, uma argumentação baseada na Teologia
"No meio de todos encontra-se o Sol. Ora, quem haveria de colocar neste templo, belo entre os mais belos, um tal luzeiro em qualquer outro lugar melhor do que aquele de onde ele pode alumiar todas as coisas ao mesmo tempo? Na verdade não sem razão, foi ele chamado o farol do mundo por uns e por outros,a sua mente, chegando alguns a chamar-lhe o seu Governador. [Hermes] Trimegisto apelidou-o de Deus visível, e Sófocles, em Electra, de vigia universal. Realmente o Sol está como que sentado num trono real, governando a sua família de astros, que giram à volta dele".
 Tomando o Sol como centro do universo e imaginando que todos os planetas se moviam ao seu redor, a determinação da órbita dos planetas tornava-se um pouco mais fácil. O modelo proposto por Copérnico, entretanto, contrariava a teologia cristã da época. 
Afirmar que a Terra não estava no centro do universo significava dizer que o homem, criação suprema de Deus, também não estava.
Semelhante hoje, as teorias que afirmam que a terra é plana se apoiam em escritos bíblicos para comprovar sua veracidade.
O livro de Copérnico foi considerado proibido pela Santa Inquisição. Mesmo assim suas ideias iam sendo discutidas discretamente.
Sistema Solar Heliocêntrico de Nicolau Copérnico.

 Galileu mais tarde, movido por seu interesse científico, mandou confeccionar umas lentes especiais e criou um aparelho para observações a longa distâncias. Era a luneta. Direcionou-o para o céu, começou a observar a Lua e os planetas. Suas observações iam contra as ideias de Aristóteles e confirmavam Copérnico, principalmente sobre a posição da Terra no sistema Solar. Silenciado pela Igreja, Galileu teve que se retratar. Suas obras ficaram ocultas até o período do Renascimento.

Mas afinal: a Terra é plana?

Até agora foi estudado a questão das posições do planeta no sistema Solar. Esta parte é importante, já que muitos teóricos que defendem uma terra plana afirmam também, que ela é o centro, como no sistema geocêntrico.
No entanto, sobre o formato da Terra, o próprio Ptolomeu afirmou:

"Se a Terra fosse plana de leste a oeste, as estrelas nasceriam simultaneamente para os ocidentais e para os orientais, o que é falso. Além disso, se a Terra fosse plana de norte para sul e vice-versa, as estrelas visíveis para qualquer pessoa continuariam a sê-lo qualquer que fosse o local para onde essa pessoa se deslocasse, o que é falso. Mas parece plana para a visão humana porque é muito extensa." Cit. in Osserman (1995: 30)
 Atualmente vivemos na época da modernidade, o conhecimento é vasto.  Na época medieval, do ponto de vista da construção do conhecimento ou, a compreensão do mundo, buscava-se uma explicação comparando-as sempre com os seres vivos e admitindo que as coisas imóveis teriam vida. Alguns temos desta época que ainda usamos representam este pensamento: ventre da terra, veios de ferro, etc
 Nosso conhecimento não pode ser baseado somente em sensações. 
Vista da Terra segundo a teoria da terra plana. O mundo coberto por
um grande domo. As bordas são cercadas de gelo.


 A centralidade da Terra é amplamente comprovada através da Física e outras ciências, mas caso você estudante, tenha uma ideia diferente é acredite que a terra é plana você pode comprovar sua teoria e ficar famoso. Siga estes passos:

  1. Não utilize materiais de terceiros. Como vimos, uma teoria para estar certa começa questionando outra já amplamente conhecida e aceita. Questionar é diferente de não acreditar. Questionar é mostrar os erros da teoria supostamente "errada". Isto exige um estudo profundo e não superficial. Ou seja, terá de provar cientificamente.
  2. Grandes descobertas foram feitas individualmente. Hoje, a Ciência trabalha em equipe. Forme um grupo de estudo.
  3. Se acredita na terra plana saiba que na ciência nenhum conhecimento é infalível. Podem existir duas teorias explicando o fenômeno e ambas serem aceitas por muito tempo. A ciência está sempre em construção.
  4. O método científico exige imparcialidade. Ou seja caro aluno, não é possível investigar a terra plana partindo do princípio de que já crê nesta teoria. Você deve levar em conta o fato de que seu pensamento pode estar errado.
  5. A ciência exige autonomia. Não podemos pesquisar uma teoria preso a preceitos ou instituições religiosas com seus dogmas. Vejam o caso de Galileu Galilei que teve de parar seus estudos sobre o geocentrismo pressionando pela igreja. Justificar uma teoria usando como base a Bíblia não é válido. 
 O conhecimento científico é incentivado. Assim como, sua experimentação. Um dos primeiros passos para comprovar uma nova descoberta sobre a forma da terra é possuir um telescópio. Existem vários telescópios amadores ou de organizações não ligadas aos governos no mundo. Você pode construir ou comprar um telescópio de grande alcance investindo no máximo cinco mil reais.
Outra forma de comprovar sua teoria sobre a terra plana é realizando um voo orbital. A agência Marcos Pontes, realiza a intermediação para esse tipo de passeio orbital na Termosfera à uma altitude de 110.000 metros .  Apesar de um acidente nos testes do protótipo VSS Enterprise em 2014, recentemente entrou em testes a Space Ship Two da empresa Virgin Galactic. Os primeiros passeios estão programados para 2018 e já existem 700 pessoas na lista. O preço da viagem de aproximadamente 3 horas e 30 minutos são fixos em 250 mil dólares. É uma ótima chance para comprovar afinal se a terra é plana ou redonda. Você pode entrar em contato com a Agência Marcos Pontes neste link: http://www.agenciamarcospontes.com.br/voo-suborbital.php.
A Space Ship Two testando sua capacidade de planar em
julho de 2017. Em novembro será o teste em órbita.
 Estas são apenas algumas sugestões de experimentos para comprovar sua tese. 
 Lembrando que um estudo científico sério e independente não é levado em conta publicações em redes sociais, blogs ou canais no Youtube. É necessário defender sua tese em uma banca de Mestrado ou de preferência Doutorado. Não é possível questionar um conhecimento científico baseado em suposições.
 Fora isto, é preciso estudar Física e Matemática, ter um conhecimento científico e bom embasamento. 
Boa sorte e bons estudos.


_ _ _ _ 
Elaboração: Rafaela N. Shimdit
Revisão de pesquisa: Fabíola Becker
Imagens: Comons
Bibliografia de apoio:
KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Editora Perspectiva, 1975.
REDONDI, Pietro. Galileu herético. São Paulo: Companhia das Letras, 1991
Site Agência Marcos Pontes (link no texto).









Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.