Redação para concursos e ENEM

. .
Dominar a elaboração de uma redação pode significar muito em concursos públicos, processos seletivos de trabalho e para o ENEM - Exame Nacional do Ensino Médio. Não é algo que se aprende da noite para o dia e é necessário contar com alguns fatores extras , como o conhecimento do assunto que envolve o tema. 
Pratique a redação constantemente se pretende
prestar concurso ou algum outro exame.

Uma redação pode ter vários formatos. Os formatos de textos são:

Narrativos:  1° pessoa do singular(eu) . 3° pessoa do singular(ele), 1° pessoa do plural(nós..), 3° pessoa do singular (eles/ elas...).

Dissertativos: técnico - é a opinião do escritor (não usar eu acho...).

Argumentativos: tese, desenvolvimento argumentativo, convencer o leitor, suspense.

Descritivo: descreve tudo nos mínimos detalhes.

Diálogo: conversa entre duas ou mais pessoas.

Normalmente em provas e concursos é pedido que o candidato produza um texto dissertativo-argumentativo. Como vimos acima, envolve a opinião do escritor com argumentos que convençam  o leitor.


Como introduzir um texto

Tradicionalmente um texto é composto por uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão. Para fazer uma redação para concursos ou ENEM decorar estes passos é fundamental. 
A introdução do seu texto é crucial para o desenvolvimento da sua redação para concursos. Ela determina o tom do texto e não deve servir apenas de elemento decorativo. Os modelos de introdução podem ser:
  • Declaração Inicial: é uma introdução de tom neutro. É qualquer frase que emita um juízo sobre o fato. Normalmente na redação para concursos ou ENEM é dado um tema com um fragmento de textos para base. Nestes já está emitido um juízo. 
  • Divisão: é uma introdução baseada em dois termos. Esse tipo de introdução se realiza pela análise dos termos separadamente ou em conjunto. É comum quando se trabalha duas visões diferentes do mesmo assunto no texto.
  • Citação: como o próprio nome diz, é uma introdução baseada na opinião de alguém de destaque sobre o tema do texto. Tenha atenção ao usar esse tipo de introdução. Não copie a citação do texto de apoio, use algo do seu conhecimento.
  • Alusão histórica: é uma introdução que se inicia com um fato passado que se relaciona com o presente. É muito usado em textos que se deseja fazer uma evolução cronológica.
  • Proposição: é a introdução onde o autor explica inicialmente seus objetivos com aquele texto. Pouco usada em redações para concursos e ENEM.
  • Interrogação: é a introdução onde o autor parece desconhecer o tema, de forma real ou dialética. Nesse caso durante o desenvolvimento do texto pode ser apresentado mais de uma resposta.
  • Convite: é a introdução que propõe ao leitor que participe de alguma coisa apresentada no texto.
  • Suspense: Apresenta na introdução uma suposição de alguma informação negada. O objetivo é despertar a curiosidade e fazer o leitor ter interesse em todo o conteúdo exposto.
Qualquer que seja a introdução escolhida para sua redação para concursos ou ENEM, não se deve perder de vista que ela já é parte integrante do texto e não é um mera preenchimento de espaço na folha, sem significado algum.



Luciane Gasparin
Equipe Mais Educação





______________
Referências:
Carneiro, Agostinho Dias - Redação em construção: a escritura  do texto.  1ed. São Paulo: Moderna. 1993.

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.