Entrevista - Mais Educação
.

Entrevista

. .
.

Entrevista - por Luis Fernando Veríssimo

entrevistadora prancheta

Batem na porta. O homem vai abrir. É uma moça com uma prancheta. 
- Boa noite - diz a moça. - Eu estou fazendo uma pesquisa.
- Pois não.
- Posso entrar?
- Por favor.
- Idade?
- Como?
- A sua idade.
- Ah, 28 anos.

A moça escreve compenetrada.

- Alguma doença?
- Bem, as de sempre. Sarampo...
- Quero dizer, agora.
- Não, nada.
- Homossexual?
- Hein?
- O senhor é homossexual?
- Não, não sou.
- Bebe?
- Socialmente.
- Profissão.
- Bem, sou executivo de uma grupo empresarial e...
- Grande ou pequeno?
- O quê?
- O grupo.
- Ah. Médio.
- Salário?
- Bem, com as bonificações e tal, dá uns 400 por mês...
- Casado?
- Solteiro.

Aí a moça atira a prancheta longe e enlaça o homem pelo pescoço.
- Casa comigo?

(Luis Fernando Verissimo. Outras do analista de Bagé. p. 86 - 87)

No comments

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.