.

MEC e o fim do Ciência sem Fronteiras

. .
Será o fim do ciência sem fronteiras? Governo muda o foco
do programa.

Será o fim do Ciência sem fronteiras? Não, totalmente, mas quase.

O Programa Ciência sem fronteiras tem o objetivo de fornecer bolsas de estudos para alunos brasileiros estudarem no exterior. Segundo informou o MEC o último edital para bolsas de graduação foi em 2014,  e não terá mais abertura de edital para esta modalidade. Somente os alunos remanescentes deste edital que ainda estão fora do país continuarão a receber bolsa. 

E qual a justificativa do MEC para encerrar as bolsas de graduação?

Segundo o órgão cada estudante custa em média R$ 100 mil por ano para o governo, enquanto o custo anual de cada aluno na merenda escolar é de R$ 94,00:
"Em julho de 2016, após uma avaliação criteriosa da modalidade graduação, o MEC chegou à conclusão de que era alto o custo para manter os alunos estudando fora do país: eram 35 mil bolsistas de graduação a um custo médio no exterior de R$ 100 mil por ano, enquanto o custo anual da merenda escolar, por aluno, é de R$ 94. Só em 2015, o Ministério destinou R$ 3,7 bilhões para manter o Programa Ciência Sem Fronteiras - o mesmo valor investido na merenda escolar de 39 milhões de alunos da Educação Básica no país ( Fonte: MEC)."

Ainda usa-se a justificativa de baixo retorno para o Brasil do investimento. Segundo o MEC não houve um reflexo nas Universidades.
Na realidade, existe uma falta de recursos para investir neste programa, assim como outros que estão com pouco recursos como a Olimpíada Brasileira de Matemática.

Ainda terá continuidade em 2017 os programas do Ciência sem fronteiras de bolsas de pós-graduação e pós-doutorado e estágio sênior no exterior. São em média 5 mil bolsas nessas modalidades.

Convém pontuar que o investimento no programa é alto, assim como devemos nos atentar ao valor anual por aluno investido na merenda escolar. Isto explica a péssima qualidade da merenda.


Portanto o Ciência sem fronteiras acabou somente na modalidade de bolsas para graduação. 

 Editorial

-------------
Fonte: MEC afirma que o Ciência sem Fronteiras terá 5 mil bolsistas na pós-graduação - Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=46981

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.