.

Dica de Filme: O substituto

. .
Um filme para emocionar e refletir. Se você está procurando razões para seguir adiante na sua vida docente deve por obrigação assistir este filme.
O personagem principal é um professor substituto que vive a rodar por escolas, sem ter uma fixa. A princípio parece mais um filme de professores que se superam em sala de aula mas não o é. O filme  o substituto retrata pouco o cotidiano em sala de aula e foca mais nos bastidores.

O filme retrata fielmente vários dramas pessoais vividos
por professores e alunos.
(Créditos imagem: Califórnia Filmes - divulgação)

O personagem principal vive um drama familiar, cuida de zelar por seu avô demente e ainda se envolve com os problemas de uma jovem prostituta.
Ainda enfrenta e observa os conflitos dos seus colegas, ambos desanimados com a carreira. Alguns tomando medicações para se controlar, outros beirando a demência.
É um filme que vai fundo e aborda a realidade de muitos professores que conhecemos. Se você é professor em algum momento do filme vai se identificar com alguma situação.
Os personagens vão desde um diretor(reitor) enlouquecido que desiste do seu posto a alunos que sofrem Bullying.


O Substituto é um dos poucos filmes que toca na questão sensível
da vida de um professor. (Créditos: Califórnia Filmes)

O descaso dos pais quanto a vida acadêmica dos filhos são outro destaque. Curiosamente as imagens pouco focam nos pais e muitas vezes só aparecem suas vozes. O foco principal é na face dos professores quanto a negligência dos pais.
Eu acharia ótimo passar este filme - o substituto -  em uma reunião de pais. 

Algumas cenas do filme o substituto que trazem muita semelhança com o que passam os professores na realidade:

Pais culpando os professores - são várias cenas em que os pais defendem seus filhos cegamente, culpando o fraco desempenho dos filhos pela falha dos professores. O problema está nos professores e não nos filhos que, como vemos no filme, são sem interesse e totalmente irresponsáveis.

Pais e professores omissos ao Bullying - tem um caso central no filme e com desfecho impressionante que não vou comentar (para não estragar o filme). Os professores se sentem acoados diante destes problemas.
Uma das cenas do filme onde os pais acusam os professores e
defendem os filhos mesmo estando errados.
(Crédito: Califórnia Filmes)


Professores doentes lecionando - stress, problemas psicológicos, agressões morais por pais e alunos, problemas familiares somando com os problemas da escola, enfim. Já viu algo parecido? Pura realidade na maioria das escolas que conheço.

Professores sobrecarregados - com os nervos a flor da pele. O filme retrata como é a vida dos professores fora do ambiente escolar: provas para corrigir em casa, destrato com familiares, etc.

A busca incensante por resultados - a pressão por resultados positivos em exames derruba diretores, causa stress e pressiona os professores em sala de aula.

Pais totalmente omissos - existe uma cena que retrata muito bem como os pais hoje em dia se importam com a vida escolar dos filhos. A chamada "noite dos pais" onde no final só estão os professores. Muito semelhante as reuniões de pais onde comparecem meia dúzia ou até menos.

Enfim, o filme o substituto vale a pena cada minuto. É muito fácil de achar na internet, acredito que até no Youtube. Assista e tire suas próprias conclusões e comente aqui, compartilhe o que achou conosco.



Luis Korani
(Equipe Mirojobs Educacional)

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.