Ocupações e Reforma do Ensino Médio - Verdades e Inverdades

. .
Nos últimos dias, especialmente no estado do Paraná, colégios e escolas tem sido alvo de notícias devido a ocupação de estudantes em protesto contra a Reforma do Ensino Médio. Acusações de manipulação por parte dos professores, incoerências nos argumentos e outras questões assolam a mídia. Uns apoiam, outros são contra.
Várias inverdades veem sido ditas, tanto por desconhecimento da reforma e por ânimos inflamados de ambos os lados.
Detalhes de Escola Ocupada na Região Metropolitana
de Curitiba (Foto: APJE)

Algumas afirmações falsas:
- O Ensino Médio no Brasil será igual a países de primeiro mundo.
Será mesmo que conhece a estrutura de ensino americana e japonesa que são uma das melhores do mundo? Enquanto aqui o melhor que temos a oferecer são salas improvisadas, lotadas e como único recurso de ensino o velho quadro e giz as escolas destes países já utilizam a tecnologia em sala de aula e em escolas muito bem estruturadas.

- Educação Física e Artes não são úteis para o Ensino Superior.
Bem, as melhores escolas americanas são as que formam os melhores atletas. O atletismo é uma porta de entrada para uma excelente Universidade. Em outros países com o ensino de qualidade é a mesma coisa. Veja os resultados olímpicos destes países. Educação Física e Artes são bem valorizadas por lá.

- Os professores fizeram a cabeça dos alunos para a ocupação.
O velho argumento da doutrinação em sala de aula sempre volta a tona. Gostaria de aprender a doutrinar os alunos ( se é possível) pois assim poderia doutrinar eles para os estudos e outras coisas que até hoje nunca consegui. Acreditar que é possível dominar a mente de jovens para manipular de acordo com o seus interesses é um argumento fantasioso. 
Esta foto está "alinhada a esquerda" do texto.
O debate político se faz presente nas ocupações.
(Foto: APJE)


- As ocupações são políticas, apoiada por partidos políticos.
Ótimo. Mas quem usa esse argumento são na maioria pessoas ligadas à alguns partidos que não congregam da mesma ideia dos chamados "de esquerda". Logo não parece uma crítica pelo ato da ocupação em si mas, uma forma de desmerecer o outro partido para favorecer o seu. O homem é um animal político. Não tem como fugir.

- Os estudantes não sabem o motivo que estão protestando.
Isso partiu de uma reportagem de um jornal de Curitiba que entrevistou 10 estudantes e chegou a conclusão. Grande metodologia. Dá para fazer uma tese de mestrado assim? Bem, leve em conta que basta se dizer jornalista no Brasil para ser rotulado como tal. Tomar poucas opiniões como universal é uma falácia.

- Os estudantes não sabem o teor da Medida Provisória e o que ela diz. Estão se baseando em opiniões de outros.
O Ensino não é baseado em opiniões também? O que me admira é professores apoiando esta afirmação. O professor que chama os alunos de burros está mostrando ser o burro maior, o "burro velho" que não teve capacidade de ensinar os seus alunos. 

Detalhe de um cartaz em um Colégio ocupado.
(Foto: APJE)

- A maioria dos professores está preocupado em perder aulas e não na qualidade de ensino.
As pessoas são no final movidas por interesse. Isto é fato. Quem afirma estar somente preocupado com a qualidade do ensino deveria ser investigado pelo Vaticano para um processo de de Canonização em vida. É uma santa pessoa. Mesmo um professor tendo boas intenções lógico que ficará preocupado em ficar desempregado. Quem não ficaria?

- Professores só querem folga por isto incentivam as ocupações.
Tem trabalho sobrando para lecionar. Faça um curso superior em três anos e tente a carreira docente e verá o que é "folga". 

- Tem fotos das ocupações de alunos com cigarro e bebidas.
"Santos detected" . Novamente pessoas imaculadas que na época de adolescência andavam de véu na rua opinando. Basta ver nas escolas o quanto os diretores se preocupam com os alunos fumando no intervalo e dentro do ambiente escolar, mesmo sendo proibido. E agora do nada  aparecem pais e mestres preocupados com isto? Pura hipocrisia. Será que só agora descobriram que eles fumam e consomem bebida alcoólica. 

Luis Korani
- Professor e Administrador de Empresas - 

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.