Professor Contrato Temporário. Compensa?

. .

Começar uma carreira lecionando com um contrato temporário. Saiba como funciona e as vantagens e desvantagens.

Diante do quadro atual da educação no Brasil surge em meio as dúvidas de estudantes de licenciatura e professores se compensa atuar para o serviço público de forma temporária. Esta forma de contratação é comum nos estados e prefeituras e cresce a cada dia. O profissional da educação é admitido e regido por um contratado que pode ser rompido a qualquer instante por ambas as partes. Esta é uma das vantagens mais expressivas. 

O professor temporário não precisa comunicar com antecedência, ou justificar seu desligamento ou desistência do contrato. Nesta ótica, ser professor temporário é mais vantajoso se por exemplo, o profissional tem dúvidas se realmente quer lecionar. 

Pergunta de difícil resposta. 

Porém, as vantagens mínimas são sufocadas pelas desvantagens. O trabalho temporário não dá garantia alguma, semelhante ao contrato temporário que algumas indústrias fazem quando há aumento da produção. Este ano alguns estados como Paraná e Mato Grosso, reduziram ou anunciaram significativamente a redução de professores temporários. Ambos forçando uma maior atuação de professores já concursados. Medida paliativa semelhante a quando governos colocam policiais do serviço administrativo na rua a revelia dos mesmos, supostamente para aumentar o policiamento nas ruas. Cobre-se a cabeça e descobre-se os pés.

Ser professor temporário significa estar desempregado. A situação de um professor temporário é pior do que um trabalhador formal que possui FGTS e Seguro Desemprego. Cria-se uma falsa ilusão de empregabilidade e muitos acreditam nela.
Tenho colegas professores no Paraná que estão cinco, dez, quinze anos de professor temporário. Fincaram os alicerces das suas carreiras na areia e pode desmoronar a qualquer momento. 

O professor temporário pode ( e deve) ser substituído a qualquer momento por um professor concursado de carreira. Além deste risco, um professor temporário com cinco anos lecionando ganha o mesmo sempre, não tem progressão de carreira. 

Resumindo: professor temporário é para tapar buraco e é descartável na ótica das secretárias de educação do Brasil.

Qual  caminho o Professor Temporário deve seguir.

O professor temporário ou professor PSS, deve almejar e buscar um carreira definitiva em cargo público , através de concursos. Tanto prefeituras como estados contratam em várias licenciaturas. A vantagem de estabilidade na carreira compensa o esforço.

Alguns professores temporários falam com desdenho da iniciativa privada e fogem dela. Falam de exploração, baixos salários, etc. Não é bem assim. Como todo setor existem empresas que pagam mais e outras menos. É possível construir uma carreira brilhante na iniciativa privada, vejo isto à anos. Se você tem mestrado ou uma pós não tenha medo de se aventurar no ensino superior. Eu sei da dificuldade  de adaptação à uma instituição privada mas, posso afirmar que é recompensador se você confia no seu trabalho.

O que o professor temporário deve ter em foco é que lecionar não significa somente atuar dentro de uma sala de aula lotada com 40 alunos e ganhando pouco nos governos estaduais e municipais. Ensinar é uma arte. E arte  se pratica em todo local. Sejam em colégios, escolas, cursos, empresas, etc. Muitas vezes temos que levar nossa arte para outro lugar distante das nossas raízes. Nossa oportunidade de brilhar pode estar em outra cidade e até em outro país.
O professor é professor sempre. Independente das condições
ou do local de trabalho. Se você gosta de lecionar então
você nasceu para lecionar.
Não espere muito sendo um professor temporário. Encare isto como algo passageiro que não deve durar mais que três ou cinco anos.   Professor temporário é temporário e não permanente. Quando terminamos um contrato temporário na CTPS está lá escrito bem claro: " A prestação de trabalho temporário encerrou-se na data X face ao término da necessidade transitória que motivou esta contratação". Fácil de entender.

Ser um professor temporário/ PSS é uma boa opção para início de carreira  e pegar experiência em sala de aula. Não deve ser encarado como uma carreira e sim como um emprego à curto prazo. Se compensa ou não ainda ser professor é assunto para outro artigo. Até lá!

Luís Korani
- Professor e Administrador de Empresas - 

Nenhum comentário

Agradecemos o seu comentário! Em breve ele será publicado.